Ciudad Vieja

É solene e errante; simples e grandiosa. Empreender um périplo pelo casco antigo de Montevidéu supõem se dar ao luxo de pisar história pura.

Desde a porta da Ciudadela, autentica testemunha em pé da velha cidade fortificada, um pitoresco passeio a céu aberto se outorga ao visitante com feiras, galerias de arte, restaurantes, bares, livrarias, lojas de design e antiquários que nutrem as ruas desta comarca sórdida e fascinante ao mesmo tempo.

Aos sábados vale a pena dar uma voltinha pela Plaza Matriz, bastião dos valores democráticos do Uruguai recém-nascido e percorrer a passo lento as barracas que oferecem artesanatos, antiguidades e valiosas peças de coleção.

A majestosidade neoclássica do teatro Solis ou a Catedral Metropolitana convivem, sem remorso, com a intensidade do porto de Montevidéu e o encantamento de seu antigo mercado de abasto, transformado em um bazar gastronômico e templo para o culto do “asado”, prato típico uruguaio.

Ciudad Vieja é um bairro heterogêneo, onde há lugar para estudantes, executivos, artesãos, pescadores, turistas e curiosos que cada dia rendem homenagem ao patrimônio cultural da urbe.